quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Os melhores 15 filmes de Natal!!!


                                                                                                Por Márcio Sallem
                                                                                                                   http://cinemacomcritica.blogspot.com/


Natal é época de se reunir em família, receber os parentes distantes, presentear e banquetear. É um período de fraternidade, sentimentalismo, amor e comunhão, o real espírito natalino. Nessa data aguardada não só pelas crianças como por todos, exceto talvez o velho Scrooge ou o Grinch, a família espreme-se no sofá e liga a televisão em um daqueles clássicos que não cansamos de assistir repetidamente no mesmo ano.

O cinema também ama o natal e anualmente produções voltadas especialmente para a família são lançadas no cinema, como é o caso da ótima animação Operação Presente, em cartaz nos cinemas. Portanto, para facilitar a sua escolha e não fazer feio na ceia, o Cinema com Crítica elaborou uma compilação com 15 produções imperdíveis de Natal para ver com toda a família, reunir as crianças e estourar a champagne.

 15. Esqueceram de Mim (1990)

 
Clássico dos anos 90 que alçou Macaulay Culkin a condição de astro-mirim, o filme acompanha as desventuras do jovem Kevin McCallister, abandonado pela família na viagem de festas de fim de ano, que deve lidar com dois desastrados ladrões que tentam roubar a sua casa.


14. Uma História de Natal (1983)

 
 A versão politicamente incorreta de Kevin, não que este tenha sido o mais bonzinho dos meninos, é Ralphie, interpretado por Peter Billingsley. Seu sonho: ganhar uma espingarda de ar comprimido de presente de natal nesta comédia de humor negro elogiada pela crítica e muito original.



13. Os Fantasmas Contra-Atacam (1988)

Um dos maiores clássicos da literatura natalina é o clássico de Charles Dickens Um Cântico de Natal. Adaptado diversas vezes para o cinema – nesta lista você o verá em outras ocasiões –, nesta versão atualizada, acompanhamos Frank Cross (Bill Murray), recém saído de Os Caça-Fantasmas, como o amargurado, insensível e frio executivo de uma grande cadeia de televisão atormentado pelos fantasmas do natal passado, presente e futuro para descobrir a verdadeira essência natalina.

12. Duro de Matar (1988)


 Melhor exemplar do cinema para machões da década de 80 e 90, você pode estar se perguntar o que este filme está fazendo por aqui. Um grupo terrorista mantém reféns na noite de Natal. Pena para eles que o policial John McLane (Bruce Willis) estava chegando na cidade com planos de passar o feriado com a família.



11. O Expresso Polar (2004)


 Nesta excelente animação realizada através da captura de movimento, um garotinho descrente da existência de Papai Noel embarca em uma viagem mágica no Expresso Polar, um trem que leva as crianças para o Pólo Norte. Com excelentes efeitos visuais e o onipresente Tom Hanks, esta é uma animação para crianças e adultos que esqueceram o real significado do Natal.



10. O Estranho Mundo de Jack (1993)


Jack Skellington é um habitante da terra do Halloween aborrecido com a rotina anual da assustadora celebração. Depois de amealhar-se em um caminho que o leva a outros reinos mágicos, ele se depara com o Natal e resolve sequestrar o Papai Noel e realizar a celebração. Produzido por Tim Burton e dirigido por Henry Selick.


9. Um Anjo Caiu do Céu (1947)


Henry Brougham (David Niven) é um pastor dedicado nas obras de construção de sua catedral e esquecendo do verdadeiro valor da família e da fé que advogada. Para corrigir o seu caminho, o anjo Dudley (Cary Grant) é enviado a Terra para ajuda-lo. Uma tour de force de dois grandes e inesquecíveis atores em uma deliciosa comédia natalina.



8. Um Homem de Família (2000)

Jack Campbell (Nicolas Cage) abandonou a apaixonada namorada e embarcou para um curso de economia na Inglaterra. Anos depois, ele é um executivo milionário residindo solitário em uma cobertura de Nova York. Certo dia, na véspera de Natal, lhe é dado por um anjo, a amostra de como seria a sua vida se tivesse feito a outra escolha naquele fatídico dia. Comédia romântica relembrando os tempos em que Cage era um ator confiável, sem usar as ridículas perucas que se tornaram habituais nos seus novos lançamentos.

7. De Ilusão também se Vive (1947)

Kris Kringle é um adorável, generoso e bondoso velhinho cuja presença modifica toda a dinâmica do Natal mais precisamente na esquina da rua 34, a Macy’s. Determinado a provar que é o Papai Noel, eventualmente Kris Kringle depara-se em um julgamento devendo provar a veracidade do que alega. Clássico insuperável de Natal vencedor de 3 Oscar.



6. Simplesmente Amor (2003)


Exemplar perfeito de como o clima natalino inunda os corações dos frios londrinos com amor, esta antologia acompanha uma constelação de astros (Hugh Grant, Liam Neeson, Colin Firth, Keira Knightley, dentre outros) abrilhantando com seu charme este período mágico e romântico. Destaque para Bill Nighy, na memorável interpretação de um astro de rock decadente.



5. Natal Branco (1954)



Musical clássico do período áureo de Hollywood, esta adorável celebração do desprendimento e da amizade acompanha dois amigos, ex-soldados durante a 2ª Guerra Mundial, na tentativa de movimentar com seu show a hospedaria de seu antigo general. Para isso, contam com a ajuda das irmãs Haynes, ansiosas para alcançar a fama e o estrelato do show business.


 
4. Adorável Avarento (1970)


Novamente um clássico de Charles Dickens, desta vez na sua melhor adaptação para os cinemas, com a sua roupagem original, a ambientação clássica e a interpretação precisa de Albert Finney.




3. Agora Seremos Felizes (1944)


Outro musical clássico, desta vez com Judy Garland e Margaret O’Brien como duas das irmãs Smith que devem se mudar para Nova York por ocasião do novo emprego do pai. Dirigido pelo genial Vincente Minnelli.






2. Feliz Natal (2005)


Da França vem este excepcional exemplar da comunhão natalina, quando durante a 1ª Guerra Mundial, alemães, franceses e escoceses pacificamente abandonam a sanguinária guerra em prol da união fraterna.





1. A Felicidade não se Compra (1946)

Especialista em filmes desta espécie, Frank Capra dirige George Stewart nesta obra-prima natalina sobre um homem bondoso e carinhoso, porém frustrado e desesperado, visitado por um anjo para mostrar o que seria da vida dos seus familiares, amigos e colegas se ele não tivesse existido.



3 comentários:

  1. Que maravilha adoro filmes sobretudo os de época e em preto e branco me parecem transmitir mais emoção.

    ResponderExcluir
  2. Que maravilha adoro filmes sobretudo os de época e em preto e branco me parecem transmitir mais emoção.

    ResponderExcluir
  3. Simone é muito bom ter alguém para dar dicas legais, as vezes não lembramos dessas maravilhas, vc poderia incluir o dia fixo para indicar bons filmes e também quem sabe uma agenda cultural, mas de filmes, livros antigos.
    Bjs

    ResponderExcluir

Obrigada por deixar seu comentário, todas as perguntas e comentários serão respondidos através do próprio post!!! ;)